Menu

Uncategorized

A face mais brutal da opressão: marginalização e refúgio como paradigmas do tempo histórico
A face mais brutal da opressão: marginalização e refúgio como paradigmas do tempo histórico
RIMBAUD/MANUEL BANDEIRA
RIMBAUD/MANUEL BANDEIRA
Apresentação do segundo número
* “As ruas amanheceram cinzas pela fumaça, nos quarteirões distantes ainda era possível ouvir crepitar de carros pegando fogo e vidraças quebrando. Nos [...]
A educação depois de 1968, ou cem anos de ilusão
por Bento Prado Jr. I   Os leitores mais jovens – a massa dos estudantes universitários – talvez não tenham uma ideia muito clara da ruptura [...]
Também Marcuse um adulador?
por Pier Paolo Pasolini [trad. Felipe Catalani] Sei a partir de uma entrevista do “Paese Sera” que Marcuse teria definido os jovens estudantes como “os [...]
Schwarz Poeta: uma apresentação
apresentação de César Marins   A obra poética de Roberto Schwarz destaca-se pelo caráter de antessala da obra crítica, na qual ensaia diversos [...]